segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Bons ventos do Tocantins

Cachoeira da Roncadeira (Taquaruçu/TO)
Tocantins do Capim Dourado
Dos rios que abraçam a terra
Do artesanato bem trabalhado
Do povo que aqui encerra
De índios mortos em guerra
Dos quilombolas guerreiros
Das cantigas encantadas
Moças de saias rodadas
Dos caboclos catireiros

Tocantins da plana Palmas
Ao incrível Jalapão
Dos causos com suas almas
Da terra que dá o pão
Dos Krahôs e os Karajás
Tocantinense da paz
De Genésio Tocantins
Á Juraildes da Cruz
Do céu claro e sua luz
Do extremo Araguatins

Genésio Tocantins, a Karajá Narubia Werreria e Samuel Quintans
Tocantins das cachoeiras
Das matas e do cerrado
Estrelas namoradeiras
Da Lua do apaixonado
Do calor, da ventania
De uma terra de magia
Dos tambores encantados
Da beleza de um povo
Das tradições e do novo
Dos segredos bem guardados

CARPE DIEM

2 comentários:

Dri disse...

Adoro o que escreve amigo!
Parabéns pela poesia linda!
Coloquei um link do teu blog lá no meu avô & eu... espero ter feito certo a coisa toda.

Abraços fraternos
Dri

Luciana Dimarzio disse...

Que belo poema, Samuel!!! Gosto muito do que você escreve e torço por você, meu amigo poeta. Sucesso!!! Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...