quarta-feira, 29 de junho de 2011

A beleza da vida mora ao lado - Inverno: Estação que aproxima.


Estamos no inverno. Estação do aconchego, e das pessoas mais juntinhas. No inverno as noites tornam-se mais longas e se por um lado sentimos mais frio, por outro temos um céu mais límpido, repleto de estrelas para apreciar nesta longas noites de inverno.

Em muitas regiões é tempo de estiagem. As nuvens carregadas dão uma trégua nesta época. Lá no sul, tem geada, muito frio e pode até ter neve em alguns lugares deste nosso Brasil, cheio de possibilidades.

O que vemos nas ruas, são crianças encapotadas, com suas blusas, tocas, luvas, cachecóis multicoridos. Pequenos esquimós que as mães protegem do frio à todo custo (mesmo que os pequenos insistam em dizer que estão morrendo de calor, com tanto agasalho). As mães também estão mais cheias de roupas e as cores mostram à sua cara no inverno.

O inverno também é a estação do bom gosto. As pessoas se vestem mais e melhor e o mercado de confecção também se aquece nesta época.

O inverno é estação dos cafés coloniais, dos chás, dos bolos e bolachas. É a estação da boa comida, da família reunida em volta da mesa. Dos churrascos entre amigos. É a estação da prosa e do namoro.

É tempo de reunir os amigos em casa, para um bom vinho, um fondue ou um bom caldo.

O inverno, se repararem bem, é a estação do amor, da solidariedade, da conscientização de que realmente precisamos um do outro.

Nas regiões mais frias, as casas têm lareiras e onde não se tem, as pessoas se reúnem em volta de uma boa fogueira e neste clima aconchegante se coloca a prosa em dia, se conta causos e lendas. 

Bom está de volta e falar do cotidiano. Falar de momentos mágicos que podemos ter. Basta estar atentos, para descobrir que a beleza da vida, mora ao lado!

CARPE DIEM

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Consumo Consciente: Hoje é dia de reflexão e de ação!

Dica do dia: Mude alguns hábitos diários e transforme a sociedade em que vive. Comece em sua casa. Economize recursos, reutilize  e recicle, sempre que for possível.

Durante estes primeiros dias de junho, tratamos de várias maneiras possíveis e viáveis para que você contribua com a preservação ambiental. Soluções urbanas baseadas na mudança de  comportamento e claro, a partir de um pequeno esforço individual e coletivo.

Por mais que alguém ignore ou torça o nariz para estas questões, uma coisa é fato: o Planeta está em colapso e a natureza está em alerta.

Claro que não queremos transformar o mundo com uma ação simples numa rede social ou num blog pessoal. Queremos sim, transformar você e aquele que você tocar. Queremos fazer a diferença para cada um que acredita, que juntos, podemos fazer diferente.

Conta uma história que certo dia um homem estava andando numa praia e milhares de estrelas do mar estavam  na areia e ele pacientemente jogava uma a uma de volta ao mar. Outro sujeito assistia a cena e inconformado falou com o tal homem.

 - Meu amigo, você nunca conseguirá jogar todas estas estrelas de volta ao mar. Desista. Sempre morrem milhares nesta praia! Você não fará a menor diferença para todas!

O homem virou-se calmamente para o outro sujeito e disse, com uma das estrelas do mar nas mãos:

- Para esta eu farei a diferença! Acredite - Dizendo isso, atira mais uma estrela ao mar.

Ok! Talvez alguém ache que não vamos transformar o mundo. Talvez nem façamos tanta diferença! Mas hoje, 17 de junho de 2011, você pode fazer a diferença aí mesmo, no seu cantinho, otimizando recursos na sua casa, no seu trabalho, no seu bairro, na sua cidade.

Neste dia você dedicará os seus esforços pelo nosso Planeta e tudo isso pode ser feito com pequenas ações. Com mudança de atitude:
  • Utilizando a água de maneira mais consciente;
  • Fazendo o uso do transporte coletivo;
  • Priorizando o comércio local (principalmente do seu bairro);
  • Economizando energia
  • Reciclando o lixo e participando da coleta seletiva na sua cidade;
  • Utilizando menos sacolas plásticas e preferindo aquelas retornáveis
  • Estimulando e divulgando ações ecologicamente corretas junto às pessoas do seu relacionamento pessoal e virtual. 

O planeta Terra precisa de você!

Mais informações: Dia do Consumo Consciente

"Mobilize sua rede! Vamos mostrar para o mundo do que somos capazes!"

CARPE DIEM

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Consumo Consciente: Ecobags - ande na moda e com consciência!

Dica do dia: Vá as compras com sua ecobag estilizada e/ou criativa e mostre o quão você é consciente do seu papel na preservação ambiental.

Usar sacolinha plástica, para carregar suas compras, hoje em dia é totalmente out. E quem usa sacolas retornáveis nas idas ao supermercado é totalmente cool. Se você que estar na moda, saiba que in é preocupar-se com o impacto ambiental de suas ações de consumo. Ecobags personalizadas, estilizadas ou assinadas por estilistas famosos é cult.

Outro dia eu presenciei uma situação super curiosa numa loja de uma rede de supermercados (Verdemar) aqui de Belo Horizonte. Eles fizeram uma ação legal para promover a venda das ecobags em sua lojas, uma parceria com o famoso estilista Ronaldo Fraga

As sacolas ficaram hiper legais e de muito bom gosto. Resultado: Várias pessoas querendo colecionar as tais.  Até aí tudo bem. Estou na fila do caixa, compro uma pra eu levar minhas compras e num caixa vizinho, um casal faz algumas compras e adquire também uma ecobag Ronaldo Fraga. Os dois pegam três ou quatro itens, colocam cada um numa sacola plástica e também pega sua ecobag e coloca noutra sacola plástica. Ou seja, saíram de lá com 5 sacolas plásticas na compra de cinco itens diferentes (incluindo aí, uma sacola retornável). Vai entender né? Além de mim, outras pessoas na fila notaram e simplesmente caímos na gargalhada (no fundo, fizemos isso para não chorar).

Outro dia eu passei nas Lojas Americanas de minha cidade e comprei umas 15 sacolas retornáveis para distribuir como brinde, numa ação social. O caixa insistiu em colocar numa sacola plástica com a marca da loja. Sem comentários, não é mesmo? Ri e falei pra ele, meu querido estou comprando sacolas retornáveis e você quer colocá-las numa sacola de plástico? 

O que vemos é que ainda existe uma falta de hábito nesta migração. No fundo estamos voltando ao passado. Pois é! Já vivemos sem as sacolinhas plásticas, acredite! Conseguiremos outra vez. É a evolução da espécie!

Por isso, saia por aí, sem medo de ser feliz, com sua ecobag à tiracolo. Se der na telha, personalize. Deixe ela com a sua cara!

CARPE DIEM

terça-feira, 14 de junho de 2011

Consumo Consciente: Use descartáveis com inteligência



Dica do dia: Opte por produtos (copos, pratos, talheres etc.) descartáveis apenas quando praticar a reciclagem dos mesmos. Ao contrário, utilize produtos convencionais. O meio ambiente agradece.As gerações futuras também.

Festa de aniversário, almoços comemorativos, café na empresa, eventos e tantas outras ocasiões em que muitas pessoas optam pela praticidade dos descartáveis. E a indústria da facilidade criou descartável para praticamente tudo que você possa precisar. Desde fralda até colher para misturar o açúcar do seu café (que também foi servido num copo descartável). 

Um alívio para os dias modernos. Depois da festa nem um pratinho sequer pra lavar! Nem um copo de vidro quebrado! Tudo nos sacos enormes de lixo que ficarão escondidos até a coleta de lixo aparecer.

Porém na prática as coisas não são bem assim. Se você vai organizar uma festinha, um evento ou coisa do gênero, opte por aluguel destes itens, afinal existem várias empresas especializadas em eventos. Você nem imagina como é barato. Talvez saia mais em conta que sair por aí comprando um monte de coisa reciclável. Eu mesmo já fiz uso deste artifício algumas vezes e foi ótimo. Depois da festa lava-se tudo, deixa arrumado e a empresa passa pra recolher. Pronto!

Ah! Você prefere os descartáveis. Ok! Pode preferir. Só que os mesmos após utilizados devem ser lavados ou limpos, e serem separados para o descarte (papel e papelão de um lado, plástico de outro e alumínio de outro). Desta forma você pode optar pelo descartável. Agora se você usa, coloca no lixo comum, sugiro que sinceramente repense sua atitude. É mais fácil, porém, totalmente irresponsável. Sinto muito dar-lhe esta notícia assim, sem nem preparar o espírito, como diria meu avô.

Ah! As cafeterias e lanchonetes estão com este hábito ultimamente. Afinal, precisam agilizar o processo de atendimento. Sugiro que se informe com o gerente da loja sobre como eles tratam o lixo depois de utilizado. Se for para o lixo comum, proteste e deixe de frequentar o estabelecimento. É imperdoável, nos tempos atuais, uma empresa tratar o meio ambiente com descaso e desrespeito.

Sinceramente é um absurdo aquelas pazinhas de acrílico para misturar o açúcar no café. Nem mexe direito, quando você pede um café maior. E depois lixo. Sem contar que o açúcar e  o adoçante veem em pequenos sachês. Até aí tudo bem, na prática é muito mais higiênico. Agora, a opção  por estes sachês só têm lógica se forem para a reciclagem depois do uso.

Por hoje é isso!

CARPE DIEM!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Consumo Consciente: Recicle, reutilize, reduza o uso


Dica do dia: Experimente colocar sua criatividade em prática e invente enfeites, potes, brinquedos ou repagine aquela peça de roupa com itens que normalmente iriam para o lixo.

Quantas coisas, com um pouco de criatividade, se transforma numa coisa nova ou simplesmente ganha uma nova utilidade. Basta colocar a cachola pra funcionar ou simplesmente entregar seus materiais para artesãos por vocação. Você sempre encontrará um numa feira de artesanato da sua cidade.

Você pode fazer vaso com garrafas de cerveja long neck ou um brinquedo com uma latinha de refrigerante. Com as tampas de garrafas podem vir as toalhas e aparadores de fuxico. Com as garrafas pets podem vir as bolsas, cestas e e por aí vai.

Se faltar inspiração, pesquise na internet. Você encontrará inúmeras ideias bacanas.

A ideia é criar novas maneiras de aproveitar o que iria para o lixo. Você pode usar menos itens poluentes e você pode reciclar o que não for mais utilizar.

Sobre a reutilização e economia vamos dar um exemplo corporativo. No escritório imprima somente o necessário. Texto para revisão ou para circulação interna pode ser impresso em modo econômico e em papel rascunho (folha já impressa em um dos lados). Tanto o toner ou tinta, como o papel são originados de fontes naturais. Ou seja, devem ser economizados e utilizados com inteligência.

Quem tem filhos, o melhor é conscientizá-los desde pequenos para que não desperdicem papel, lápis, brinquedos. Aliás, por mais condição financeira que tenha jamais encha seus filhos de brinquedos. Quanto mais eles tiverem, menos valorizarão e mais aprenderão a trocar coisas. E sinto informá-los que muitas vezes você vai comprar um brinquedo de última geração e ele gostará daquela embalagem colorida de algum yogurte que terminou de tomar.

Bem, mas isso já é assunto pra outra postagem.

O mote de hoje é recicle, reutilize e reduza o uso! É isso aí!

CARPE DIEM

PS.: Na imagem acima temos mandalas feitas com CDS que seriam descartados. Depois confiram na galeria da artista.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Consumo Consciente: Como viver sem a sacola plástica?

Dica do dia: Prefira sacolas biodegradáveis para os cestos de lixo e reutilize os saquinhos protetores.

Na maioria das grandes cidade as pessoas estão se rebolando par carregarem suas compras e para armazenagem seus lixos em casa. Não é pra menos. Uma onda de  proibição e inibição de sacolas plásticas tem ocorrido nas grandes metrópoles.

Esta foto acima retrata um pouco de como são os nossos lixões (aterros sanitários) com as tais sacolinhas plásticas em ação. E assim também estão os rios e ruas de algumas cidades. Vamos então, ajudá-los a driblar este mais novo inconveniente, diga-se de passagem, totalmente necessário:
  • Nas compras: utilize caixas, sacolas retornáveis e carrinhos; 
  • No lixo: Compre sacos maiores e biodegradáveis. Faça uma pesquisa na sua cidade ou nos sistemas de busca da rede;
  • Reciclar é higiênico: Quando você separa seu lixo orgânico do lixo seco você contribui com a diminuição de proliferação de bactérias, uma vez que seu lixo orgânico se restringe a restos de comidas, frutas e etc.; 
  • Reciclar é econômico: Nesta separação você ter um saco maior que dependendo do que você gera, pode ser descartado uma vez por semana ou por quinzena. Ou seja, apenas dois sacos no mês ou no máximo quatro;
  • Reciclar gera receita: Se você for organizado poderá faturar algum dinheiro com o lixo separado, pois existem várias estações de reciclagem que compram revistas, jornais, latas de alumínio, caixas entre outros itens.  Pode parecer pouco dinheiro por mês, porém se você for juntando, ao final de um período maior, você garantiu aquela ida ao cinema, aquele almoço especial.
  • Quanto menos, melhor: Quanto menos sacolas plásticas você usar ao longo da semana, melhor. Em longo prazo a redução de impacto fará muita diferença! E positiva.
  • No carro: Mantenha no carro uma sacola retornável, para compras na padaria, no varejão, no mercado etc.
No começo destas proibições todas, você fica um tanto quanto irritado, porém ao longo do tempo, você acabará se adaptando e perceberá que nunca precisou tanto de sacolinhas como achava. Hábito é como vício, é complicado simplesmente aceitar uma mudança.

Juntos poderemos fazer a diferença. Estou certo disto!

CARPE DIEM


terça-feira, 7 de junho de 2011

Consumo Consciente: Prefira empresas que reciclam



Dica do dia: Pergunte nos comércios que você normalmente freqüenta o que elas fazem com o lixo gerado. Se elas ainda não têm boas práticas peça pra falar com o responsável e oriente-os sobre o impacto que eles geram no meio ambiente.

Todos os dias nós consumimos algo ou utilizamos algum serviço de determinada empresa. Seja ela pequena ou grande, não importa, sempre gerará algum tipo de lixo. Seja pelos funcionários, pelos clientes que freqüentam, pela natureza da atividade.

Por isso, a partir de agora, pergunte para o dono da padaria, da sorveria, da farmácia, do escritório, enfim, de qualquer lugar que você frequente, como eles descartam o lixo gerado. Vamos ver algumas dicas para que você compartilhe com eles:
  • Sugira que instale estações de reciclagem no comércio ou no escritório para que os clientes tenham acesso;
  • No caso das sorveterias, sugira que tenham uma estação de limpeza para os recipientes plásticos e em seguida sejam colocados para reciclagem;
  • Para os comércios que geram muitas caixas de papelão, basta que a mesma faça uma parceria com os catadores da rua e deixá-las desmontadas na calçada ao final do expediente. Exceto em dias de chuva;
  • No escritório, dê a ideia de estações individuais, sob as mesas dos funcionários. Como o giro gerado nestes casos é praticamente papel ou lixo orgânico, uma lixeira comum pode ser dividia ao meio ou serem colocadas duas lixeiras identificadas;
  • Copos descartáveis, nos escritórios, são os vilões do lixo, quando misturados com o lixo comum. Que tal sugerir que cada funcionário tenha sua própria caneca estilizada, na cor que prefere? Mais prático e menos agressivo ao meio ambiente e ainda com mais estilo.
Vocês que acompanham o blog diariamente perceberam que existem maneiras bem tranqüilas e simples de contribuir com a melhoria do meio ambiente, principalmente nos centros urbanos? É só uma questão de querer mesmo.

Dia 17 de junho temos o Dia Nacional do Consumo Consciente!

CARPE DIEM

domingo, 5 de junho de 2011

Consumo consciente: Seu lixo vale ouro!

Dica do dia: Separe o lixo gerado na sua casa ou empresa e exija do seu condomínio e na sua cidade a coleta seletiva. Reciclar o lixo é uma questão de hábito e educação.

A verdade é que aquilo que não vemos, não nos incomoda. Pois é! Só que o lixo que geramos cada vez mais atravanca o planeta, prejudica o meio ambiente e por consequência, afeta sua vida e de sua família.

Somos bilhões de pessoas no Planeta gerando bilhões e bilhões de toneladas de lixo todos os anos. Lixo este que se não reciclado, reaproveitado virará entulho nos aterros, nos rios e por aí vai. Tudo que é gerado a partir do lixo nos afeta.

Por isso, falando de lixo, vamos há algumas sugestões simples:
  • Separe o lixo orgânico (restos de alimentos, frutas, legumes, etc.) do lixo inorgânico (materiais secos de alumínio, papel, plástico e outros). É importante que o lixo reciclável esteja limpo e seco, para evitar algum tipo de contaminação ou tornar-se impróprio para reciclagem.
  • O lixo orgânico seguirá nos dias de coleta normal e os demais você fará o descarte nos dias reservados para a coleta seletiva. Além da prefeitura, existem várias ONGS ou empresas particulares que trabalham com o lixo e geram renda para população carente.
  • Se você mora num condomínio, exija do mesmo que mantenha lixeiras próprias para a coleta seletiva espalhadas pelas áreas comuns. Sabia que o lixo poderá ajudá-los na melhoria do condomínio pois o mesmo pode ser vendido para empresas especializadas em reciclagem.
  • Descubra pra onde sua cidade leva o lixo. Como funciona a estação de reciclagem de sua cidade. Têm muitas que coletam o lixo e simplesmente juntam tudo e no fim vira lixo normal mesmo.
  • Observe as empresas onde você adquire seus produtos. Escolha àquelas que têm uma boa prática ambiental.
  • Alguns produtos requerem um cuidado especial e possuem estações próprias de coleta como, por exemplo, o óleo de cozinha, latas de refrigerantes e cervejas, pilhas e baterias, lâmpadas florescente.
  • Sorveterias: Aqui está um super vilão do lixo mal aproveitado! Exija que elas tenham um trabalho de reciclagem dos copos e potes utilizados pelos clientes ou deixe de frequentar aquela sorveteria que simplesmente despeja tudo isso num saco de lixo comum. São centenas por dia e tudo vai para o lixo!  É impressionante o descaso de empresários deste setor. Pelo menos na minha cidade (Campinas/SP). Não sei como é pelo Brasil, mas não creio que seja diferente. Já ouvi cada coisa de arrepiar os cabelos!
  • Na sua empresa: Estimule a coleta seletiva na empresa que você trabalha, principalmente se for no comércio ou em escritório, grandes geradores de papel. De qualquer forma, seja qual for seu ramo, sempre teremos lixo gerado, por isso, olho na reciclagem!

Bem, é isso por hoje!

CARPE DIEM

sábado, 4 de junho de 2011

Consumo consciente: O último apaga a luz!

Dica do dia: Luz acesa somente quando necessário! Apague a luz ao sair de um ambiente que ficará vazio em seguida. Resumindo: O último a sair apaga a luz!

Hoje falaremos sobre o consumo de energia elétrica, que no Brasil, é gerada nas hidrelétricas, que impactam nos cursos dos rios e no ecossistema em que são construídas.

Pois bem! Podemos tomar algumas atitudes bem simples, que minimizam ou otimizam o consumo desta energia. Aliás ficar no escuro é bem complicado! Por isso, vamos ser mais conscientes e preservar algo tão importante e fundamental para o nosso dia-a-dia.

Colocaremos uma pequena lista de coisas que podem contribuir para a economia de energia (e por tabela, no seu bolso, pois a conta de energia fica mais baixa):
  • Lâmpadas econômicas: Em ambientes onde a luz artificial é mais necessária prefira as lâmpadas florescentes, de LED ou de vapor metálico (no caso de comércio). São um pouco mais caras que as comuns (incandescentes), porém têm uma vida útil maior e iluminam mais, com menor consumo. Ou seja, você gasta um pouco mais na saída e menos mês a mês, na conta de energia elétrica. Importante: Ambientes onde o uso é descontinuado (quartos e quartos das crianças) não é interessante este tipo de iluminação.
  • Ar condicionado: Siga rigorosamente o dimensionamento feito pelo fabricante do  espaço (metros quadrados) coberto pela ação do aparelho adquirido. Instalar menos aparelho que o necessário ou ficar ligando e desligando o aparelho só aumenta o consumo. Estes aparelhos são automáticos e sempre que a temperatura está adequada, ele entra em descanso automático.
  • Lâmpadas incandescentes: Em ambientes onde é comum acender e apagar a luz com mais frequência, prefira esta modalidade de iluminação. Lâmpadas econômicas gastam mais energia quando são acendidas (na partida eletrônica).
  • Chuveiro: Seja breve no banho e adeque a temperatura do chuveiro à estação do ano que se encontra. Lembre-se: estamos num país tropical (abençoado por Deus e bonito por natureza).
  • Equipamentos e eletrodomésticos: Prefira os certificados pelo INMETRO e descubra o consumo de cada um. Escolha os mais práticos e econômicos. Outra coisa importante é que os equipamentos hoje são todos com controle remoto. O ideal é que durante a noite ou períodos maiores sem uso sejam desligados das tomadas, pois os mesmos permanecem consumindo energia, para se manterem em estado de espera (stand by). Uma solução prática é você ter em cada conjunto de aparelhos um filtro de linha, que ao ser desligado desconecta todos os aparelhos ligados a ele.
  • Cores dos ambientes: Dê preferência para cores claras nos ambientes. Evite branco gelo e prefira o branco neve. Quanto mais claro o ambiente, maior a eficiência da iluminação artificial. Quando possível priorize a luz natural.
Pronto! Agora o restante é contigo!

CARPE DIEM

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Consumo consciente: Barriga vazia e pé na estrada!

Dica do dia: Prefira fazer pequenas compras no comércio do seu bairro. Vá de bicicleta ou a pé mesmo. Uma caminhada lhe fará bem. Vença o vício! Deixe seu carro na garagem!

Muito bem! Estamos no terceiro dia da Campanha "Dia do Consumo Consciente"  e conforme informado, o "Sempre tem algo acontecendo" continuará a série de dicas sobre como fazer mais e melhor pelo Planeta. São pequenas dicas. Pequenas atitudes que se praticarmos todos juntos farão enorme diferença.

Hoje falaremos sobre o uso inteligente do carro. Ou melhor, sobre o não uso do carro pra tudo!

Então vamos lá! Primeiro gostaríamos de pedir-lhes que valorizem mais o comércio local. Aquele que fica pertinho da sua casa. Pequenos varejões ou sacolões, padarias, farmácias, mini mercados, banca de revistas, papelarias etc. Todo bairro tem seu comércio.

Por isso, aproveite para conhecê-lo melhor. Calce seu tênis ou pegue sua bike e saia munido de sua ecobag rumo às compras. Compre em pequenas quantidades, para evitar o desperdício. Ah! E o tempo? Organize-se um pouco melhor. Por exemplo, as grandes compras, aquelas mensais, faça nos hipermercados e o trivial no seu bairro.

Sabe quem mais usa carro, nos dias de hoje? Moradores de condomínios. Seja horizontal ou vertical. Como o carro está ali do ladinho do elevador ou na garagem de sua casa, a pessoa acaba, por hábito, indo de carro mesmo. Muitas vezes a padaria fica há duas quadras de onde ele mora. 

Concordam que é uma grande oportunidade para conhecer o bairro melhor, conhecer mais pessoas e fazer novas amizades? Lembra daquele bom dia que nossos pais praticavam diariamente com os vizinhos? Pois é! Também podemos retomar isso.

- Bom dia dona Maria? Quer algo da padaria? 
- Obrigada Sonia! Estou indo pra lá daqui há pouco! Esticar as pernas! Boas compras!

Alguns podem achar que não bato bem do pino! Bato sim! E acredito que tudo começa com as pequenas atitudes. Reclamar e deixar pra depois todos nós aprendemos bem, ao longo destes anos. Que tal agora a gente colocar um pouco em prática!

Ah! O governo não ajuda! E quem disse que precisamos do governo pra melhorar nossa cidade, nosso país, nosso Planeta? Galera! É o governo que precisa de nós e não o contrário.

Quando aprendermos a votar melhor, a exigir de forma mais ordenada os nossos direitos, a nunca mais eleger esse povo que só entristece nosso país, aí sim, chegamos lá! 

Cada país tem os governantes que merece. Eu já ouvi isso em algum lugar.

O que merecemos afinal?

CARPE DIEM!

E de hoje em diante: Pé na estrada!


quinta-feira, 2 de junho de 2011

Consumo consciente: Alimentos embalados pela Natureza


Dica do dia: Evite usar saquinhos na ida ao varejão, coloque as verduras, frutas e legumes diretamente no carrinho, depois na sua sacola e por fim na sua geladeira. Ah! Compre em poucas quantidades, se possível. Assim nada estraga!
...
Antigamente íamos às feiras livres comprar frutas, verduras, legumes, temperos e tantas outras coisas para a cozinha. Hoje elas ainda existem e estão mais para bazares a céu aberto (onde até produto pirata encontramos). Tínhamos também as pequenas quitandas e as vendinhas.

Aos poucos tudo isso foi substituído pelos varejões ou sacolões. Também pelos espaços dentro dos hipermercados. Nestes lugares se vende praticamente tudo que se vendia nas feiras de antigamente. Com outro clima é claro. É comércio. Metas de vendas. Prioridade para o que mais vende. Mudança de exposição toda hora. Estímulos ao consumo.

Em cada banca encontramos uma infinidade de itens: abobrinha, pimentão, cebola, batata, tomate, cenoura, jiló, laranja, maça, caqui, abacaxi e por aí vaí. Na sua grande maioria são itens com casca. 

Com exceção às ervas (salsa, cebolinha, coentro, hortelã, etc etc), todos estes itens dispensam o famigerado saquinho plástico transparente que fica disponível nas bobinas, ao lado destas bancas.

Vamos considerar, é quase impossível ao colocar na seu carrinho algumas cenouras juntamente com alguns tomates, cebolas e pimentões que uns se transformem ou se misturem aos outros. Será que corremos o risco de quando juntamos tudo isso sem o saquinho plástico surgisse uma nova espécie? Quem save o cenobola? A mistura de uma cenoura com uma cebola! Ou quem sabe o pimentata, uma mistura de pimentão com batata! Ou um laranxi? Uma mistura de laranja com abacaxi!

Meus queridos, brincadeiras à parte, tudo é uma questão de paradigma, de hábito mesmo. A gente embala tudo isso automaticamente. Vai puxando saquinho aqui, saquinho ali e coloca sem nem perceber, um pimentão, uma cebola, um ou dois tomates e nem se dá conta que depois estes saquinhos vão direto para o lixo normal, poluir algum rio, causar enchentes na sua cidade.

Vamos combinar então? Evite saquinhos no varejão! A natureza agradece e eu juro que nada vai se misturar quando você colocar na gaveta da sua geladeira! Fica tão bonito! Aqui em casa está começando a ser assim!

CARPE DIEM

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Consumo Consciente - Dia 17 de junho de 2011


No dia 17 de junho de 2011 vamos consumir os recursos naturais com consciência. Nada de desperdício! 


A cada dia que passa o impacto do consumo humano é maior para os recursos naturais disponíveis no nosso planeta. O aumento da renda em alguns países, aliado ao grande poder de consumo dos países desenvolvidos potencializa o desgaste destes recursos. Ou seja, precisamos, de forma urgente, criar hábitos de consumo mais conscientes. A mudança deverá começar em cada cidadão e não apenas depender de ações governamentais. 

Por isso, seguem algumas dicas simples de ações para que você participe deste dia de mobilização ambiental:
  • Água - Faça o uso consciente da água na sua casa, condomínio ou local de trabalho, evitando o desperdício deste recurso valiosíssimo. Você pode economizar na hora de sua higiene bucal, no banho, na limpeza da louça e principalmente evitando usar a água indevidamente.
  • Combustível - Priorize o transporte público, o uso compartilhado do carro (carona) e fazendo a pé os descolamentos no seu bairro. Priorize consumir itens do seu bairro. Use a bicicleta quando possível e otimize o uso do seu veículo.
  • Energia elétrica - Também proveniente de recursos naturais em muitos países deve ser utilizada com consciência. Uma das dicas é que jamais deixe luzes acesas em ambientes que não for utlizar. Dê preferência para a luz natural, quando possível e escolha lâmpadas econômicas em ambientes em que a iluminação é necessária por períodos mais longos. A regra é: O último que sair, literalmente, apague a luz!
  • Sacolas plásticas - Evite o uso de sacolas plásticas (mesmo as ditas recicláveis). Crie o hábito de ir às compras com as Ecobags. Todos os estabelecimentos comerciais de médio e grande porte já disponibilizam as suas. Compre e ande sempre com a sua. Para grandes volumes, use caixas dobráveis ou carrinhos de compra. As sacolas são as grandes vilãs do impacto ambiental. São quase meio século para que elas se deteriorem no meio ambiente.
  • Coleta seletiva e o lixo reciclável - Mobilize seus familiares, moradores do seu condomínio, do seu bairro, enfim, divulgue a coleta seletiva. Separe o lixo orgânico daquele que pode ser reciclado. Exija que as empresas em que você consome faça o mesmo. Você já pensou no impacto daquela sorveteria que vende sorvete a granel naqueles potes plásticos? Sabe para onde vai tudo aquilo? Para o lixo comum! A partir do dia 17 de junho, lugar do lixo é separadinho e depois na central de reciclagem da sua cidade. Ligue 156 ou para a prefeitura local e informe-se como participar da coleta seletiva.
Logo daremos mais dicas de como participar deste dia muito especial!

A Terra é nossa e precisa de cada um de nós! Afinal, um mundo melhor é uma questão de atitude.

Junte-se a nós!

CARPE DIEM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...