domingo, 24 de abril de 2011

Pessoas invisíveis

Pessoas invisíveis. Talvez você pense que falaremos de algum herói dos quadrinhos ou das telas. Pois é. Não será de heróis fantásticos, com super poderes que falaremos e sim de pessoas que muitas vezes tornam-se invisíveis para algumas pessoas.

O gari que limpa uma rua ou uma praça e alguém passa por ele e sequer dedica-lhe um aceno, um olhar. Já vi pessoas literalmente atropelando um deles. Tem a copeira de uma empresa ou uma instituição pública que frequentemente é ignorada pelos visitantes e clientes do local em que trabalha. Lembre-se também do manobrista do estacionamento, do zelador do seu prédio, do porteiro, segurança da loja e por aí vai.

Pessoas invisíveis. Tem pessoas que entram num ônibus e nem percebe que tem uma pessoa dirigindo o veículo que o leva até o seu destino. Ah! Tem um cobrador (ou trocador) que recebe sua passagem. E se o passageiro tem um cartão eletrônico de passagens, piorou. Aí que ambos nem serão notados mesmo.

Tem pessoas invisíveis nos elevadores, nos táxis, nos hotéis, bares, restaurantes, nas casas que possuem domésticas, jardineiros e tantos profissionais importantes.

Recentemente, uma destas pessoas invisíveis salvou uma vida. Uma menina recém-nascida que tinha sido colocada no lixo. Um catador de latinhas ou de lixo que a encontrou. Talvez ele nunca existiria não fosse este fato. Este ato.

Seria bom que soubéssemos que estas pessoas invisíveis são importantíssimas nas suas funções e facilitam as nossas vidas e fazem o nosso mundo possível e mais belo.

Entramos numa nova fase de invisibilidade. Já temos pais invisíveis, que só são notados por seus filhos crescidos, quando precisam de algo ou quando acontece algo mais sério. No dia-a-dia, na correria rotineira tornam-se invisíveis. Quem sabe um dia eu os percebo, pensam estes novos filhos.

Deixemos este assunto para uma próxima vez!

Por ora, criemos um hábito de perceber mais aqueles que facilitam o nosso dia, combinado? E nem precisa dar gorjeta. Pode ser um sorriso ou um sincero agradecimento mesmo. É mais que suficiente!

CARPE DIEM

5 comentários:

Cristal - ♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

É verdade Samuel, seu texto me fez pensar muito em quanto tornamos não só pessoas, mas também sentimentos, falta de atitude e uma série de outras coisas invisíveis aos nossos olhos e ao nosso dia-a-dia...

Incrível que quando paramos pra pensar, sentimos que também fazemos isso, mesmo condenando tanto...

Época de mudanças...

Beijos

Ani

Alê disse...

É tão mais fácil calçar o sapato da arrogância e ignorar tanta gente, e tantas situações... Como se somente nós fossêmos dignos de sentimentos, ou como se Eles fossem indignos de atenção...

Monstros-homens estamos nos tornando...

Samuel disse...

Pois é Cristal, o fato é que aos poucos tornamos tudo que não nos interessa em invisíveis.
Tempo de refletir e retomar alguns valores e rever algumas atitudes.

Ter a consciência deste fato já é uma evolução, não é mesmo?.

Samuel disse...

Alê, creio que podemos mudar. Somos capazes disto. Dependemos apenas de consciência e atitude. Claro, será indispensável uma fé em si mesmo e numa força superior.

Lorem Krsna disse...

Curti muito o blog.
Da vontade de virar a noite lendo as postagens!

Abraços e parabéns.

Http://loremkrsna.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...