quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Recomeçar


Certamente trata-se de um grande desafio, recomeçar depois de grandes perdas. Não apenas as perdas materiais, também as perdas de pessoas queridas. E quando nos deparamos com notícias de grandes tragédias, sejam aqui no Brasil ou em qualquer parte do mundo, nos deparamos muitas vezes, com nossas limitações.

Reclamamos quando perdemos um táxi que não parou ao nosso sinal ou quando aquela pessoa se atrasa para um compromisso conosco. Reclamamos por que a comida não estava ao nosso gosto ou que o café estava frio demais.

E quando perdemos nossos objetos queridos ou quando uma roupa não nos serve mais? Quando perdemos dinheiro em algum investimento ou quando emprestamos algo e a pessoa não nos devolve? 

Quando amamos e não somos correspondidos na mesma intensidade ou quando nem tudo acontece como gostaríamos que fosse. 

No fundo, em qualquer destas situações, estamos falando de perdas. E em todas, de alguma forma nos exige coragem para recomeçar. Seja o simples recomeço de chamar um novo táxi ou recomeçar a vida depois de um tragédia. Para cada contexto essas duas coisas tão dispares têm suas  devidas importâncias.

Porém, aprendemos com as grandes perdas, o quanto somos pequenos quando reclamamos ou nos negamos a recomeçar, por tão pouco.

Sempre haverá um momento em que somos obrigados a recomeçar. Sempre!

Que as famílias que vivenciaram grandes perdas encontrem equilíbrio, coragem e fé para recomeçarem suas vidas. E que nós, possamos aprender com estas famílias.

CARPE DIEM 


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...