domingo, 29 de agosto de 2010

Prece por dias melhores

Oh! Pai de infinita bondade
Humildemente te pedimos compreensão e sabedoria
Te pedimos discernimento para que tenhamos capacidade de aceitar os seus designios
Que sejamos dignos de nossa trajetória nesta esfera regeneradora
Ajude-nos a enfrentar os desafios e
as oportunidades de crescimento, muitas vezes apresentadas  em forma de problemas, de dores e de perdas.
Sabemos, nosso Pai, que nada nos acontece por acaso
E que tudo começa e termina em nós
Somos responsáveis por nossas ações e desta forma pedimos que nos dê coerência.
Dai-nos ouvidos para ouvir nossa voz interior
Dai-nos voz para articular palavras repletas de delicadeza e bondade
Dai-nos humildade para entender as razões do outro
E que saibamos seguir, sem praticar o mal ao próximo
Que possamos doar o que temos de melhor
Que possamos olhar para frente
com a certeza de sempre ter dias melhores
Derramas sobre nós tuas bençãos e
que irmãos caridosos venham sempre ao nosso auxílio
protegendo-nos
conduzindo-nos
confortando-nos
energizando-nos
agora e sempre

Que assim seja!

CARPE DIEM

sábado, 28 de agosto de 2010

Sem sinal

Nem sempre quando está nublado é sinal de chuva
Nem sempre o silêncio é sinal de paz
Falar demais não é sinal de inteligência
Nem ficar quieto é sinal de acordo feito
Correr demais não é sinal de destino
Seguir o caminho não é sinal de certeza
Ter certeza nem sempre é sinal de razão

Sorrir pode ser alegria, sem nenhum sinal de felicidade
Nem sempre cantar é sinal de conhecer a música
Nem sempre pular é sinal de disposição
Gritar nem sempre é sinal de despero
Nem sempre rezar é sinal de quietude
Nem sempre...nem sempre.

Quando não entendemos os sinais,
ficamos sem sinal.
Sem sinal

CARPE DIEM


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Doutor Interrogação(?)

Era uma vez um homem que adorava fazer perguntas. Tudo ele queria saber. 
O segredo disso, a diferença entre aquilo e aquilo outro. Quem era mais importante do que fulano, e por aí seguia.
E perguntava tanto que ninguém mais aguentava responder. 
Afinal, não existia diálogo com este homem. Existia sim, um interrogatório! 
Tanto perguntava, que o apelidaram de Doutor Interrogação.
E era batata! Quando o Doutor Interrogação chegava ia embora a prosa boa.
Acontecia algo, mais ou menos assim:

- Sobre o que vocês estão falando?
- Sobre nada! Respondem
- Nada sobre o que?
- Nada sobre nada! Respondem de novo
- Vocês sempre conversam sobre nada?
- Sim. Sempre conversamos.
- E vocês não se cansam?
- Só nos cansamos de suas perguntas. - responderam um tanto quanto bravos, com tantas perguntas
- E de correr não se cansam?
- Não.
- E se vocês corressem muito?
- Aí nos cansaríamos.
- Então vocês se cansam de minhas perguntas e de correr muito, certo?
- Certo.
- E quando vocês se cansam o que fazem?
- Descansamos.
- Descansam sentados ou em pé?
- Descansamos sentados, oras!
- E quando descansam bastante, o que fazem?
- Fazemos algo.
- Por exemplo?
- Responder suas perguntas.
- Não têm coisas melhores para fazer, ao invés de responder minhas perguntas?
- Temos. Mas você sempre faz perguntas.
- Então vocês gostam de respondê-las?
- Adoramos. Responderam com certa ironia.
- Não se cansam?
- Claro que nos cansamos. (Sem a mínima paciência)
- E quando vocês se cansam o que fazem?
- Ah! Não...De novo não!!!

CARPE DIEM!

Ah! Gostaram do post?
(risos)


domingo, 22 de agosto de 2010

sábado, 21 de agosto de 2010

Torne-se possível!


"O impossível só existe para aquele que crê na impossibilidade!"

Siga em frente
Acredite na sua força
Deixe o pessimismo de lado
E por mais que alguém o desencoraje
Deixe o pessimismo de lado
Acredite na sua força
Siga em frente


CARPE DIEM!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Agreste



Meu sertão da caatinga, do agreste
Palma cresce, o aveloz e a aroeira
Sertanejo, a coragem é  a sua veste
Num terreiro o vento brinca com a poeira
...
Lá no fundo, tem um céu azul celeste
A esperança matuta sem fronteira
Que observa as nuvens, lá do leste
Boa nova, e o céu chove qual peneira
...
Terra mágica, sangue nosso corre nela
Sol e chuva, vemos tudo na janela
De noitinha um céu brilha enluarado
...
Cantoria, repente e mote pra ela
Fala simples, tamborete, luz de vela
O sertão do matuto apaixonado.
...
Dedico este soneto a Marília Chalegre, que com sua foto inspirou estes singelos versos.
Quem quiser conhecer mais sobre seu trabalho é só clicar sobre seu nome.


CARPE DIEM

terça-feira, 17 de agosto de 2010

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Passo a passo...

A vida se vive um passo por vez.
...
É importante acreditar que a cada passo dado rumo ao seu futuro, mais próximo da paz você está.
... 
À medida que você caminha, algumas coisas ficam no passado, deixam marcas, tal qual seus passos já dados. 
...
Você pode tanto fugir de algo que o assusta, como ir de encontro ao que lhe traz a plenitude.  Agora ficam algumas perguntas?
...
E o que nos assusta muitas vezes não é justamente o que nos traz plenitude?
...
Quais marcas do passado são mais fortes? Aquelas de coisas deixadas ou a de seus próprios pés, no caminho?
...
Na verdade mais importante que a velocidade com que caminhamos é a certeza dos passos dados.
...
Os passos de crianças são mais corajosos. Quem não se lembra como é o aprendizado de uma criança em contato com o mundo visto do alto de suas duas pernas. Imaginem a emoção do pequenino por ter conseguido o equilíbrio de segundos. Dois, três, quatro passos dados antes da queda!
...
Imagine aquela coragem, aquela emoção, aquela sensação única dos primeiros passos. 
...
Mais. Eu lhe convido a fechar os olhos, respirando fundo e pausadamente. Eu sugiro que antes, neste exercício de resgate, coloque uma música suave ao fundo. Será muito útil para fazer aflorar suas lembranças.
...
Ao som da música suave, com os olhos fechados e com a respiração ritmada eu lhe convido a trazer as lembranças dos seus primeiros passos. Deste momento especial da sua vida. Se possível, resgate-o. Traga-o para junto de você. Deixe que as lembranças boas lhe invada.
...
Lembrar destes primeiros passos fará com que você adquira mais coragem. Fará com que você se lembre que caminhar é uma dádiva. Lembrará que não caminhamos apenas com as pernas. Mas com o pensamento. Com a imaginação. Com o coração!
...
E à medida que você traz estas lembranças, provavelmente uma alegria invadirá seu peito e lhe dará a certeza de que os caminhos são seus e que cada passo dado rumo à sua felicidade, transforma-se na sua grande conquista.
...
E sim! Caminhar, passo a passo, vale à pena! 
...
E quando sentir-se pleno, completo desta experiência, vá tomando consciência de sua respiração, do seu corpo, do momento presente, abra os olhos devagar e aproveite essa sensação maravilhosa que trouxe consigo. 
...
Agora, levante-se e caminhe!
...
E como diria o poeta: é caminhando que se faz o caminho.
...
CARPE DIEM
Bons passos para você!

domingo, 15 de agosto de 2010

Como seria...(perguntas ao passado)

  • Você já parou para se perguntar como algumas coisas seriam na sua vida?
  • E se ao invés de ter cursado uma faculdade que tinha mais mercado, você tivesse seguido os seus sonhos?
  • Imaginou se naquele final de expediente, ao invés de calar-se, você resolvesse dizer o que sentia e sim, avisar aquele chefe que, quem nem não serve pra você é a empresa dele e não o contrário.
  • Como seria se você tivesse feito aquela viagem, adiada até hoje?
  • Você poderia ter tomado um banho de cachoeira, ao invés de ter medo da água fria...
  • Poderia ter andado de bicicleta, ao invés de ter medo de cair...
  • Você já pensou na prática, em colocar no papel aquela poesia toda, que vive aí dentro
  • Como seria se você tivesse aprendido a compartilhar o que sente, ao invés de ser uma fortaleza
  • Seria bom trocar um pouco de tanta objetividade da vida atual, por uma boa dose de ócio criativo
  • Você poderia sentir seus pés no chão fresco, ao invés de se preocupar com possíveis doenças e bactérias
  • Pensar que você poderia aproveitar mais das palavras ditas por seu pai e sua mãe, quando ainda eles existiam e você insistia em ignorá-los
  • Sim, imagine agora, você podendo dizer aquilo que sente, sem medo de fazer papel de ridículo, sem medo de um não da outra pessoa.
  • Imagine os beijos que você economizou, por falta de tempo ou por medo.
  • As pessoas que você se privou de conhecer, por preguiça ou por uma primeira má impressão. 
  • As palavras que você sufocou, por esperar o momento certo
  • Imagine o dinheiro acumulado, às custas de sonhos e realizações que ficaram para trás.Valeu à pena?
  • Como seria se você, ao invés de ter que manter um padrão de vida, uma aparência, pudesse ser quem você sempre foi. Simples, de roupas simples, viver com o básico, sem que ninguém o julgasse inferior.
  • Imagine que você nem fosse obrigado a sustentar uma aparência? Se você pudesse separar o SER do TER.
  • Imagine você viver a sua verdade. Não a dos outros. Não aquela propagada pelo publicidade, pelos filmes, novelas e tantos manipuladores de pessoas.
  • Imagine que você tivesse outras opções?
  • Imaginou tudo isso acima? Algumas coisas? Não importa! 
  • Agora o que importa mesmo é que sempre podemos Recomeçar
  • E tudo é possível. Tudo. Basta querer.
  • Passado. Presente. Futuro. 
"O impossível só existe para aquele que crê na impossibilidade." (Pearl Buck)
"Ninguém o avisou que não podia. Ele foi lá e fez!"

CARPE DIEM

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Lugares, pessoas e viagens

Em cada lugar um costume
Uma pessoa
Uma língua própria



Em cada lugar um movimento
Uma gente
Uma maneira de se viver



Em cada lugar uma novidade
Um povo
Um hábito peculiar



Em cada lugar uma natureza
Um ser
Um jeito de se fazer



Em cada lugar um conhecimento
Uma vida
Uma maneira de viver!

Em cada lugar um pouco de nós
Nossa vida
Um novo compartilhar

Lugares
Pessoas
Viagens
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...