sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Sempre Acontecendo!



O "sempre tem algo acontecendo" está de endereço novo!
A ideia foi desvincular do nome do autor do Blog e dar maior personalidade ao blog , que agora atende pelo URL http://sempreacontecendo.blogspot.com/.
Espero que todos gostem da mudança e apareçam sempre por aqui!
É sempre um prazer recebê-los!
Todos!
Carpe Diem!

domingo, 9 de agosto de 2009

Ser Pai!

Dizem que ser mãe é padecer no paraíso
Ser pai, talvez seja buscar o paraíso
Ser pai é mudar de ritmo
É entrar no ritmo
Ser pai é ensinar a voar
É ser a outra asa dos filhos
Ser pai é sentar no chão e perder-se entre brinquedos
É compartilhar segredos
É ser provedor, amigo e conselheiro
É ser silencioso
Pai é aquele que percebe e respeita
Que sempre tem um colo
Que o filho se deita
É contador de histórias
De memórias
Pai indica o caminho
Segue ao lado, de mansinho
Ser pai é deixar que o filho cresça
E apareça
Ser pai é referência de vida
É alegria divina recebida!
...
Para todos os pais que sempre acontecem por aqui.
CARPE DIEM!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Ninguém tropeça em montanha

Essa é uma frase bem verdadeira. Ninguém tropeça em montanha. O grande desafio é desviar das pequenas pedras do caminho. Ou seja, a vida é feita de pequenas e sucessivas açoes. De pequenos desafios. De breves instantes. E quando percebemos, passamos uma vida inteira, nos perdendo em situações banais.
...
Eu vos convido a lembrar dos momentos cruciais de sua existência. Aqueles em que você contava que tudo daria certo e que as coisas sairiam do seu jeito. Pois é! Justamente nessa hora, algo aconteceu e você simplesmente colocou tudo a perder.
...
Isso acontece com as relações, quando descuidamos delas. Quando paramos de falar para o pai, para o irmão, a esposa, o marido, o filho, o amigo o quanto eles são importantes. O quanto aquela ajuda miúda foi fundamental para aquela conquista. E vamos olvidando-nos de lapidar os nossos sentimentos. Culpamos a pressa. Esperamos que outro adivinhe que estamos felizes e por aí vai!
...
Isso acontece com os nossos sonhos. Quando deixamos de cuidar deles, com carinho e dedicação. Quando escondemos sua essência bem lá no fundo de nossa mente. E o sonho se transforma numa fumaça, numa sensação distante. Lá adiante, quando mais velhos, lembraremos dele e nos perguntaremos, por que será que o deixei tão escondido? Por onde andei, no tempo eu que eu sonhava?
...
Isso acontece com a nossa missão de vida. Esquecemos completamente o que nos trouxe até aqui, nesse Planeta, chamado Terra. Por que afinal nascemos justamente neste país, neste lugar e ao lado dessas pessoas todas que nos rodeia? Qual o real significado de minha existência aqui? Preferimos acreditar que basta viver um dia por vez e pronto. O destino se encarrega do resto! Ledo engano!
...
Acredite mais em você. Reconheça-se e comece a observar em volta. O sol que nasce todos os dias, a chuva que vai, a flor que brota e desabrocha. A arvore que troca a folhagem. O pássaro que voa. A mulher que sorri. A criança que brinca. A pessoa que passa. O pai que aconselha. A mãe que te dá colo. A lua lá no céu. As estrela...
...
É. Sempre tem uma coisa bem pequenina, não menos importante que as grandes, que pode fazer toda diferença no seu viver!
...
Sorria! Eu sei...É só um detalhe!
...
Carpe diem
...
Sempre tem algo acontecendo! Acredite!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Compartilhar decisões (ou chega de erros solitários)

Tem uma música do Belchior, chamada Comentário a respeito de John, que fala assim:
"Saia do meu caminho
eu prefiro andar sozinho
Deixem que eu decida a minha vida"
Muitas vezes agimos assim na prática. Deixamos de compartilhar nossos problemas, nossas ideias, nossas decisões, com pessoas queridas, com aqueles grandes amigos, que sempre estão ao nosso lado. E quais as verdadeiras consequencias dessa atitude, de fechar-se em si mesmo?

Perder-se pelo caminho, certamente é uma delas. Pior ainda, perder-se nos erros. Se a vida pode ser considerada uma escola, os erros provavelmente são os grandes mestres, dessa jornada terrena. Pensamos que devemos aprender apenas com os nossos erros. Jamais com os erros alheios. E mais, duvidamos que podemos errar, tanto quanto aquela outra pessoa, que muitas vezes, quer o nosso bem.

E quanto mais jovens nós somos, mais acreditamos na nossa "certeza". Dessa maneira, erramos mais, sofremos mais, perdemos mais. E se temos certezas de sobra, nos falta ouvidos de ouvir.

Seria tão bom se, nessa fase da vida, tivéssemos a capacidade de acreditar no que as pessoas mais experientes nos dizem, não é mesmo? Que nada! Fazemos justamente o contrário. Fechamos os nossos ouvidos e tomamos decisões solitárias. E se existe alguma certeza, que sempre deveríamos ter, essa seria a de que erraremos muito e repetidamente, todas as vezes que agirmos, sem base alguma para tal.

Todo erro é reparável. Ainda bem! Porém tem alguns, que nos custam muito, esses tais reparos.

Certamente, cada um de nós, temos lá nossa fase de decidir por conta própria, ignorando os sinais que a vida nos dá, os exemplos de outros e os conselhos daqueles que nos amam. As perdas são só nossas. E, se a cada tombo, insistimos em tropeçar de novo, nas mesmas pedras, uma hora nos cansaremos desse padrão de comportamento.

O mais incrível é que chega um momento em que olhamos para trás e refletimos sobre esses erros tolos e lembramos de quantas pessoas estiveram ao nosso lado, amparando-os, ensinando-os e torcendo para nosso sucesso. Nesta hora, fica claro, que teria sido muito melhor ter ouvido, ter compartilhado tantas decisões, que tolamente tomamos sozinhos.

Alguma coisa deve estar acontecendo aí, neste momento.

Alguma decisão precisa ser tomada. E que tal, a partir de hoje, você confiar um pouco mais no próximo e compartilhar o que tanto quer? O quanto será agradável, saber que sempre pode contar com aquela pessoa, que lhe ama tanto?

Melhor ainda é peceber, nesta pessoa, as experiências acumuladas e o quanto ela poderá acrescentar na sua jornada. Esse é o papel daqueles que viveram mais do que nós. Ensinar-nos!'

É... A vida é uma escola... Está na hora de você escolher melhor, os seus professores. Os erros são bons, só que existem outros professores e melhores!

É isso aí! Hora de compartilhar e parar de encontrar desculpas, para os erros frequentes.

Carpe Diem!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...