sexta-feira, 29 de maio de 2009

Amanhecer

Um novo dia surge lá no horizonte. E com ele surgem também novas esperanças. Novos planos e novas formas de encararmos a vida.
Cada dia que nasce é uma possibilidade de recomeçar.
Acontece que muitas vezes desperdiçamos um amanhecer atrás do outro. Corremos feito malucos e esquecemos de nós mesmos, pelo caminho.

Pra entender o verdadeiro sentido de um alvorecer experimente admirá-lo, no exato momento em que ocorre. Acorde mais cedo, levante-se e vá até um ponto onde seja possivel contemplar um despertar do Sol! Você ficará embasbacado! Acredite!

Melhor ainda se tiver numa praia, ou numa montanha ou num campo verdejante. Está na cidade grande? É lindo também. O sol pintando o céu, clareando a noite que nos embalou num sono tranquilo ou agitado!

E o azul escuro vai dando espaço para os raios do sol, nuvens que brilham, céu clareando...pássaros acordam com seu canto afinado, como se saudando aquele astro, lá no fundo! Os pássaros bem sabem que o Amanhecer é sinal de que a vida está pronta! Outra vez! E por isso canta! E voa faceiro, pelo céu claro!

Que tal, acordar cedinho e abrir sua janela e dizer um "Bom dia!" bem alegre!

Compreenda a magia da natureza e o dom da vida. Você pode fazer a diferença na sua vida, na vida de alguém do seu lado! É sério!

Somos, cada um, o amanhecer de alguém. O Sol ou a renovação de alguém.

No trânsito, podemos ser o amanhecer daquela pessoa com pressa, tentando atravessar a rua, no exato momento em que respeitamos o seu direito e paramos nosso carro, para que ela faça sua travesia. Sorria! Ela lhe será grato!

E podemos ser o amanhecer de uma criança, de um amigo, de uma mulher, de um funcionário, colega de trabalho ou de escola. Vamos brilhar sempre! E como o Sol, vamos renovar a cada dia, as nossas energias e a nossa promessa de fazer sempre o melhor.

Sempre tem algo acontecendo. E tudo no fundo, depende apenas de nós.

Perceba em sua volta. Fique atento aos sinais. O mundo precisa de você. O amanhecer te saúda! Todos os dias!

Enquanto isso! Faça algo acontecer bem aí, no seu cantinho!

Que venha um novo AMANHECER para todos nós!

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Você já sorriu hoje?

Um sorriso é tudo de bom.
Você chega naquele ambiente estranho e cheio de pessoas desconhecidas.
Uma delas lhe abre um sorriso sincero! Pronto. Você acaba de sentir-se em casa.
Sorrir é receber.

Um sorriso pode salvar um dia ruim de alguém. Pode amenizar uma perda. Pode tranquilizar um coração aflito.

Eu adoro ir a lugares, onde as pessoas sorriem. Adoro sorriso de criança. É mágico e puro. Sorriso de criança é o melhor presente que alguém pode receber. Lá está você, naquela fila do supermercado, pensando nas contas, no dia duro que teve e à sua frente uma criança no colo da mãe, como se adivinhando seus pensamentos, lhe olha e sorri docemente. Você percebe! Sorri de volta. Pronto! Os pensamentos se foram! E você fica entretido com o riso que lhe chega, como um restaurador da vida!

E você percebeu como a gente fica bonito sorrindo. Nossa face se ilumina. Exercitamos os músculos de nossa face. Rejuvenescemos! É isso aí. Sempre tem um sorriso acontecendo, em algum lugar.

Experimente rir mais de suas dificuldades, de seus tombos, de suas mancadas. Eu bem que tento. Nem sempre consigo, confesso. Agora, quando eu abro meu sorriso, parace que tudo se torna mais simples.

Vamos sorrir mais. Vamos brincar mais. Vamos deixar nossas crianças adormecidas, dentro de nós, um pouco mais livres. Sem culpa...Por rir é bom demais!

E aí!? Pronto! Lembra aí daquela piada bobinha...daquele amigo palhaço...daquela criança especial...de suas loucuras...e SORRIA!



Fé (do gego: pistia e do latim Fides) é a firme convicção de que algo seja verdade, sem nenhuma prova de que este algo seja verdade, pela absoluta confiança que depositamos neste algo ou alguém.

Ou seja, a fé é muito especial. Imagine só! Acreditar sem ver. Sem saber. Sem prova material. Simplesmente acreditar! E é impressionante como a fé remove montanhas. E ela que nos impulsiona.

E aqui, eu falo da fé sem nenhum cunho religioso. Falo daquela fé que temos no poder de nossos pensamentos, nossas ações, no nosso futuro.

E com ela do nosso lado, somos muito mais. E ela não funciona pela metade. Você pode viver com um pouco de sono, com um pouco de sede, com um pouco de fome, com um pouco de preguiça. Agora você não consegue acreditar plenamente, com um pouco de fé.

A fé só funciona inteira. Na totalidade. Completa. Plena. Ou se tem fé ou não se tem. Simples assim.

Por isso, seja lá o que for. Queira lá o que quiser. Pensa lá o que pensar. Faça por inteiro. Tenha fé por inteiro. Acredite plenamente na sua força. Na força da natureza. Na energia que rege o universo.

Afinal ter fé pouca ou pouca fé é mais ou menos como na poesia que escrevi logo abaixo:

“Fé pouca
é que nem riacho secando
amor se esvaindo
pessoas partindo
sono chegando
promessa quebrada
esperança perdida
vida mal vivida
alegria contida
poesia repetida
imagem mal refletida
pessoas esquecidas
memórias perdidas
tudo isso
é a mesma coisa
que fé pouca..”


E como disse um amigo meu, muito querido, adaptando uma frase de Napoleon Hill:

"Não correr riscos é simplesmente arriscar tudo"

Assim é a vida! Vamos viver com fé plena. Que tudo seja e aconteça sempre inteiro pra você! Sempre!

Um grande abraço fraterno!

terça-feira, 19 de maio de 2009

"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é..."


Essa frase foi tirada da música "Dom de Iludir", de Caetano Veloso. E é ela que me traz de volta ao nosso lugar de acontecências. Estive sumido sim. Estive longe. Dentro de mim.
...
Dentro de nós, talvez seja o lugar mais distante que podemos nos esconder.
Cada um sabe bem, a dor e a delícia de ser o que é.
Cada um conhece os atalhos de seus sentimentos.
...
E muitas coisas aconteceram comigo, desde a minha última passagem por aqui. Como já sabemos, sempre tem algo acontecendo.
...
E tenho me pego refletindo sobre essa frase do Caetano. Ela insistiu em fazer morada na minha mente por todo esse tempo e a cada dia que pensava nela, me pegava tentando traduzir-me.
...
E percebi, nesta busca que à medida que crescemos, que ganhamos mais experiência, nos afastamos um pouco mais daquilo que éramos, um dia. Pelo menos, comigo se passou isso. Olho pra trás e me vejo lá longe...diferente...
...
Tento fixar o olhar naquela figura de alguns anos atrás e percebo que é dificil cumprimentá-lo. Ele não me reconhece. Eu não o reconheco. Sou um estranho pra mim mesmo.
...
Percebo mais. Quando me esforço um pouco mais. Quando insisto um pouco mais, noto que muito daquele EU está aqui comigo agora. A essência daquele outro EU, de algum tempo atrás me acompanha. Me orienta. Me acalma.
...
Provavelmente, essa seja a postagem mais pessoal que já me propus a fazer. Não podia privar-me desse direito. De colocar nestas linhas, um pouco sobre esse sentimento.
...
E claro que esse EU que descubro hoje tem muitas coisas que foram melhoradas e outras que foram perdidas e outras ainda que foram adormecidas, num canto qualquer, dentro de mim mesmo.
...
E o que mais que alegra é que EU ainda estou lá dentro. Num canto, numa gavetinha, pronto pra ser Re-descoberto.
Um conselho que dou e me dou todos os dias é que não é lá muito bom ter respostas para o outro. Prontas! Isso não é nada bom. Afinal, cada um sabe muito bem, a dor e a delícia de ser o que é!
...
É isso.
...
Bom. Estar de volta. Bom estar aqui. Mesmo que seja numa postagem bem pessoal. Bem sobre mim.
...
Andava sentindo falta desse espaço...
...
Um grande abraço fraterno a todos aqueles que com paciência e generosidade, me acompanham, aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...