quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Novos Projetos

Hoje aproveito para falar sobre dois novos projetos. Fazia algum tempo que andava trabalhando em outras coisas. E por isso resolvi lançar dois blogs distintos:

O primeiro é o "Menino do Dedo Azul "e outras tantas histórias".

Trata-se de um blog dedicado aos pais e as crianças. Será cheio de histórias de ninar, contos sobre um certo "menino do dedo azul" e algumas dicas para lidar com essas criaturas fantásticas, que são as crianças.

Criança é tudo de bom. Nos ensina, nos completa, nos motiva e desperta em cada um de nós aquela criança que nunca deveriamos deixar adormecer.

Logo, esse blog também é voltado para aqueles adultos que desejam despertar sua criança e libertá-la para desfrutar da fantasia e da alegria de viver.

Aproveito minha experiência como pai de quatro pessoas maravilhosas que a natureza me presenteou. Hoje, nem me lembro mais como era minha vida antes deles. Ser pai e mãe é uma maneira que temos de continuar existindo no outro, no outro, no outro. É a maneira como redescobrimos aquela criança que nos completa.

Sejam bem-vindos aqui. Sempre.

***********************************************

O segundo projeto é voltado para aquelas pessoas que acreditam que podem mais. Ou pelo menos, gostariam de acreditar. Chama-se "Sou meu próprio Líder". E como seu nome já diz, será recheado de dicas sobre liderança e autodesenvolvimento.

O símbolo escolhido por mim é "Fernão Capelo Gaivota". Uma gaivota que não se conformava de ser apenas uma gaivota, vivendo de restos de peixes e à margem, brigando no bando, por um resto de comida. Fernão sabia que tinha um propósito maior. Antes de ser uma gaivota, ele era uma ave. E uma ave dotada de força, coragem, perseverança, dedicação e tantas outras qualidades necessárias a um líder.
...
Teremos muitas dicas sobre como podemos melhorar, sem abrir mão da gentileza, da lealdade, da correção, da solidariedade, do sorriso.
...
Descobriremos que felicidade e sucesso não são a mesma coisa. Que dinheiro e poder também são coisas diferentes. Que cargo e conhecimento nem sempre andam juntos. Que tudo começa com o nosso desejo de querer e acreditar.
...
Acreditem! Aqui vamos construir juntos ferramentas e de senvolver recursos capazes de nos levar mais além. Assumiremos a nossa responsabilidade neste mundo!
...
Sejam bem vindos e divulguem...divulguem...divulguem
...
Afinal..sempre tem algo acontecendo!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Ouvir é diferente de escutar

Nos dicionários as palavras ouvir e escutar querem dizer praticamente a mesma coisa. São sinônimas. Porém na prática elas têm sentidos diferentes. Usando ainda o dicionário, ouvir seria "percerber, entender (os sons) pelo sentido da audição". Viram que bela definição?
É muito mais que usar as propriedades auditivas das quais fomos dotados. É entender e perceber!
...
E ninguém percebe ou entende algo se não estiver atento! E aqui é onde reside toda a diferença entre uma definição e outra.
...
Você pode escutar mil sons ao mesmo tempo. Buzinas dos carros, o rádio que toca na sala ao lado ou no vizinho, telefones, teclados sendo digitados, sons dos motores dos carros que passam, pássaros que cantam, ruídos diversos que se propagam ao seu redor. Dependendo do seu nível de concentração no que está fazendo é bem capaz que você não perceba a grande maioria destes sons rotineiros.
...
E você se acostuma tanto com os sons e ruídos que perde a capacidade de "perceber" o que são os sons. E tem um som especial que ainda não foi citado. O som da nossa voz. Interagimos com inúmeras pessoas, durante o dia. Algumas mais próximas, outras nem tanto. E o que fazemos? Escutamos apenas. Da mesma forma que escutamos um ruído ou um som externo. A pessoa fala, você parece que entende e pronto.Acabou-se de se perder um diálogo.
...
Para ouvir mesmo, de verdade, é necessário dedicação. É preciso fechar os ouvidos para todos os outros sons e dedicar-se àquela voz. Daquela pessoa. E perceber e entender o que ela realmente está falando.
...
Entender algo requer mais recursos de outros sentidos, não apenas o da audição. É necessário ver a pessoa. Seus gestos e expressões.
...
É preciso tato, para sentir a pessoa, quando necessário, dependendo da proximidade. Ela aparenta calma, porém suas mãos estão suadas. Um suor frio. Ela não está tranquila, você percebe no toque.
...
Outras vezes, para ouvir, é necessário recorrer ao paladar. A pessoa te fala, "olha como isso está gostoso!" E você pode apenas escutar e responder, "verdade, parece mesmo" ou você pode ouvir, e provar um pouco. Enquanto seus olhos se fecham, para sentir melhor o sabor você responde, "nossa! Está uma delicía mesmo!".
...
Ouvir é estar inteiro com o outro. É abrir mão do próprio ponto de vista e procurar entender o do outro. As pessoas, à sua volta, vivem enviando sinais, necessidades, mensagens... Muitas vezes você apenas as escuta e não as ouve.
Experimente ouvir. Você verá como as pessoas são incríveis. Como os sons à sua volta são incríveis.
...
Onde moro, no inicio da manhã, centenas de passarinhos acordam nas árvores, pertinho de casa. É uma sinfonia. Lindo. Adoro ouvi-los. Mesmo quando ainda estou com aquele sono insistente. O tempo passa e começo a me deliciar com esse privilégio. Você tem passarinhos que cantam de manhanzinha? Aproveite. Não tem? Que pena. Seria o máximo!
...
Nos reencontraremos logo, logo. De ouvidos bem abertos e olhos bem atentos.
...
Afinal, sempre tem algo acontecendo. Sempre!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Ah! O Amor...


Alguns acham que o amor está fora de moda.
Outros podem achar que é perda de tempo.
Há aqueles que pensam que o amor não existe.
Tem aqueles que só acreditam vendo!
Pior são aqueles que o ignoram...

O amor é algo mágico.
Através dele expressamos a nossa essência.
A essência do que temos de bom
Quando amamos parece que o céu se abre.
A chuva tá lá, mas fica linda
O corpo está molhado, só que é uma delícia
O frio chega e nos aquecemos neste sentimento.

De todos os dons que recebemos, o dom de amar é o mais puro e poderoso.
Somos capazes de grandes atos, por amor.
Sem contar que existem inúmeras formas de amor.
Amor de amigo, de irmãos, de pais, de filhos,
Amor solidário, que ampara
E existe amor de homem e mulher.

Este amor é o mais poderoso.
Por que dele nasce a vida.
Por que dele um novo ciclo se inicia
Para duas pessoas
Para todos que chegam depois delas.

E que tal dar valor aos detalhes.
Enxergar as coisas boas no outro?
Ser detalhista com as qualidades
E superficial com os defeitos.

Afinal, ninguem se comprometeu conosco, que ao chegar aqui na Terra, conviveriamos apenas com pessoas perfeitas, não é mesmo?

Pois é. Aceitemos o nosso amor com ele é. Sejamos o melhor que pudermos ser.

E quer saber porque o amor é mágico?
Por que ele sempre nos dá uma grande oportunidade de reCOMEÇAR de onde paramos!

Você tem um amor? Não! Ele deve está aí pertinho e ainda não te encontrou ou você nao o viu ainda!

Eu tenho.
A minha Princesa da Lua.
Que vivo fazendo versos e prosa.
Algumas vezes, aqui mesmo, como em "Se for pra falar de amor", "Soneto ao acaso" ou ainda em "Água de cachoeira" .
E nada melhor que um amor real.
Com diferenças
com acertos e desacertos
Encontros e desencontros
Amor de novela, só em novela.
Amor de cinema, só no cinema
Modelo ideal de pessoa?
Aquela que está contigo, neste exato momento.

Olha como somos engraçados com o amor as vezes.
Primeiro nos encantamos com uma pessoa pelo que ela é, naquele momento
Depois descobrimos que somos diferentes dela
Entao queremos que ela deixe de ser com ela é e seja como nós queremos que seja
Lá na frente, ficamos chateados por que essa pessoa mudou
E sabe o que aconteceu?
Ela nem é mais o que era e nem o que você queria que ela fosse.
E isso é natural. Por que as pessoas mudam, crescem e aparecem!

Ah! O amor!
Em tempo: Eu amo você, minha Princesa da Lua. Sempre!

Ei! Não fique aí parado, lendo este post! Vá lá e diga "eu amo você" pra alguém que você ame mesmo!
Já foi? Ótimo!

É...hoje eu acordei romântico!

Até a próxima

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

O tempo das coisas


Tem uma frase que ouvi e que sempre uso, ora comigo, ora com alguém, que precise dela:
"Pra tudo tem um tempo. E esse tempo uma hora, acaba."
...
E foi por isso que escrevi essa poesia que aparece ao final deste post.
...
Eu, particularmente confio e respeito muito o tempo. Com o tempo ganhamos experiência, curamos feridas, esquecemos as dores que nos incomodam hoje. Percebemos que tudo é transitório, nessa nossa existência.
...
No fim do nosso tempo, o que levamos mesmo são as nossas experiências adquiridas e as coisas que realizamos no nosso tempo.
...
Desperdiçar o tempo é um crime contra si mesmo.
Tomar o tempo alheio é um crime contra o outro.
Querer as coisas antes do tempo é imaturidade.
Uma fruta só fica madura no seu tempo.
...
Algumas vezes, os homens tentam "enganar" o tempo.
Criam máquinas acelaradoras, para ganharem dinheiro.
Aceleram o crescimento de plantas, animais e até de pessoas!
Pra aumentar a produção o homem aprendeu a inverter o tempo.
Tempo de dormir, para o homem, se transforma em tempo de trabalhar.
Afinal, quem disse que a noite foi feita pra dormir? Algum desocupado, claro!
A noite, para os homens foi feita pra produzir.
...
E pensar que as máquinas, durante a noite ficavam ociosas e os operários dormiam!
E assim o homem multiplicou o tempo e os homens trabalhando.
Agora, aproveite seu tempo, leia uma poesia e descanse, no seu tempo de descansar!
...
O tempo das coisas

No tempo de dormir, feche os olhos;
No tempo de chorar, que role a lágrima;
Queres refletir? Aproveite o tempo
Momento de oração?
Concentração.

Mesa posta e família reunida;
Agradeça e dedique-se ao alimento
Ame as pessoas, esqueça a ferida;
O tempo do choro já ficou pra trás.

No tempo do abraço, abra os braços!
No tempo de amar, seja inteiro;
Que tal uma ajuda? É só pedir
No tempo de ser grato é só sorrir!

No tempo dos problemas, busque as soluções;
Não pense em crise. Mexa-se e crie
Pensamentos envelhecidos?
Tempo do descarte
Pra tudo tem um tempo
Reconhece-lo é arte!


Nos vemos amanhã, no tempo certo!
...
Afinal, sempre tem algo acontecendo...sempre!
...
Em tempo: Um beijo no coração de vocês...

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Confiar

Segundo o dicionário: Confiar - 1. acreditar (confiar em alguém) 2. contar, revelar (confiar um segredo a alguém) 3.entregar, dar (confiar um pacote a alguém); (confiar um trabalho a alguém).
Confiança na prática é muito mais do que lemos nos dicionários. Confiança é algo que se conquista. É construída.
Raramente confiamos em algo que não conhecemos. Seja um novo produto, um novo caminho, uma nova cidade, casa e por aí vai. Primeiro precisamos nos ambientar, medir seus limites, conhecer seus recursos e só depois de tudo conferido e expectativas atendidas é que confiamos de verdade.
Com coias é mais simples. Se você deixa de confiar no seu carro, você troca-o por outro confiável. Se perdeu a confiança na segurança que sua casa apresenta, você muda de endereço. Vai pra um lugar mais seguro. Se você deixa de confiar no seu computador. Ele vira sucata e você compra um novinho em folha. Moderno e confiável!
Agora quando confiança envolve pessoas a coisa complica um pouquinho.
Confiança é conquistada, construída pouco à pouco, numa relação. Quando trata-se de pessoas desconfiadas ou recalcadas, pode-se levar anos pra se ganhar sua confiança e minutos para perdê-la.
Você só é promovido no seu trabalho se seu chefe confiar no seu talento, na sua integridade ética e profissional.
Você só ganha aquela menina ou aquele menino se, para os padrões dele ou dela, você mostrar-se confiável, como companheira ou companheiro.
Você só convence alguém a acreditar em você, se você mostrar-se confiável.
Você pode pensar, neste momento, que isso pouco importa. Que pra você, pouco importa a imagem que fazem de você ou de seus atos. O importante é você estar bem consigo e confiar em si mesmo. E isso lhe basta! Talvez isso seja possível. Por pouco tempo.
Nascemos para compartilhar. Vejam só. Um ato solitário, como este, de escrever num blog. De que valeria, pra quem escreve, se as pessoas que o lessem não confiassem em suas palavras. Não acreditassem que ali continham mesmo o pensamento daquele que vos escreve. Por mais simples, por mais "desconexas", por mais "estapafurdias" que fossem as ideias ali compartilhadas.
As pessoas não querem sempre que todos concordem com suas ideias. No fundo elas querem que todos confiem que é daquele jeito que elas pensam e a respeitem por isso.
Confiança remete a respeito.
Confiança remete a relação duradoura.
Confiança remete a tranquilidade e segurança.
Por issso, segue um coselho: Procure sempre ser confiável. Muitos frutos virão a partir desse objetivo simples.
É isso.
Até o próximo post!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Enganar-se...


Essa imagem é bem interessante. Ela pode ter duas interpretações. Uma delas é a de que podemos despertar nosso líder maior (o leão, simbolicamente, é o rei dos animais). Um gato despertar seu leão interior é o máximo!

A outra interpretação que é possível e será que usarei para desenvolver este post é justamente a imagem que muitas vezes queremos projetar de nós mesmos e das situações que nos rodeia.

Quando fingimos ser quem não somos ou pior, fingimos estar num estado que não estamos o resultado não é dos melhores.

Como qualquer animal recebemos alguns recursos para proteger-nos dos pedradores. No nosso caso, somos os nossos próprios predadores. Então vamos falar sobre alguns recursos:

Medo - O medo é uma arma poderosissima quanto aos perigos que nos cerca. Sem ele, certamente viveríamos caindo de prédios, pontes, batendo carros, pulando de aviões e por aí vai.

Dor - A dor é o alerta poderoso, do nosso organismo que nos diz que algo está errado conosco. Com o nosso funcionamento

Consciência - É nela que se encontram nossos valores. E se somos capazes de enganar alguém, nem pense que você é capaz a engarnar-se por muito tempo. Seu travesseiro que o diga!

Coragem - Essa é ferramenta que todo mundo gosta e sempre quer ter demais. Ela que nos ajuda a vencer os desafios mais complicados.

Raiva - existe dois tipos de raiva. A boa e a ruim. A raiva ruim geralmente destrói a própria pessoa e aqueles que estao em volta, ela é responsável pela vingança vazia, pelo rancor, pelo ódio ou cólera, num estágio avançado. A raiva boa, por sua vez nos ajuda muito. Ela é responsável por querer tudo certo, pela busca da melhoria contínua.

Vamos ficar por aqui, nos recursos por enquanto. Outro dia posso falar de mais alguns.

Voltando ao tema central, geralmente nos enganamos quando não fazemos uso dos recursos acima. Perdemos o medo das situações que nos causavam dor, a qual passamos a ignorar seus sinais, inclusive. Deixamos de ouvir nossa consciência, aliás, fazemos tudo para silenciá-la. Ganhamos coragem desmedida e irracional que nos leva ao perigo e por fim dispensamos a raiva boa. Aquela que seria útil num momento como este: Peraí? O que estou fazendo? Preciso seguir o meu rumo inicial. E é a raiva boa quem pode corrigir uma rota.

E como diria o saudoso poeta urbano Renato Russo ,em uma de suas letras para a Legião:
"Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira"

Aquele que está determinado a enganar-se, sempre se olhará no espelho e verá um leão forte e valente.

E nada pior do que parecer ser ao invés de realmente SER.

O grande problema dos castelos de areias é que a maré sobe uma hora e os derruba. E quanto maior o castelo, de mais areia será feito e quanto mais areia, mais lama. Quanto mais lama, maior a limpeza que deverá ser feita.

Por isso, de vez em quando, converse com seu travesseiro e em seguida olhe-se no espelho e veja o que ele realmente lhe mostra. Faça uso dos recursos acima. Serão muito úteis numa hora como essa.

A verdade é que sempre tem algo acontecendo a sua volta. O mundo gira, as outras pessoas existem e suas necessidades também. A melhor maneira de olhar pra si mesmo é enxergar-se através dos olhos do outro. Já pensou nisso? Fulano, o que você realmente pensa sobre mim? Sou muito legal mesmo! Eu já sabia!

É a vida que segue. Como disse um amigo meu ontem mesmo, citando o Dalai Lama:
"Só existem dois dias no ano em que não se pode fazer nada: Ontem e Amanhã, portanto, hoje é dia de realizar tudo que tiver que ser realizado."
Carpe Diem!
E até a próxima prosa...sem enganos!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Saudade do amanhã...

Sem querer me lembrei daquele dia
Em que era mais velho e mais sereno
Percebi toda paz, que em mim, trazia
No amanhã percebi-me mais ameno
...
Certo dia no futuro, sentí-me pleno
Que saudade me deu do que eu fazia
E descalço, caminhava num terreno
E a brisa, no futuro, me envolvia
...
Recordei-me do sol, lá no horizonte
O futuro pareceu-me doce fonte
Que hoje provo, da sua água, com saudade
...
Entre o hoje e o amanhã fiz minha ponte
Encontrei a alegria além do monte
E o amanhã completou-me, de verdade!
...
Sentir saudade do ontem, dos tempos de criança, das antigas existências é algo totalmente plausível. Experiências já vividas e "experimentadas".
...
Fiquei pensando como seria sentir saudade do futuro. Como seria bom sentir saudade daquilo que você ainda verá ou melhor, será.
...
E assim nasceu a idéia desse soneto, "Saudade do Amanhã".
...
E se hoje sempre tem algo acontecendo, que dirá amanhã? O que estará acontecendo?
Me diga aí você!
...
Nos veremos, num futuro breve!
...
CARPE DIEM

O mistério das palavras...

Ando intrigado ultimamente como as palavras são ouvidas como o desejo de cada um. Aliás, são ouvidas e pronunciadas. E pra ser sincero, ando bem cansado de falar certas coisas para algumas pessoas e elas entenderem tudo ao contrário.

Aprendi que a comunicação é responsabilidade de quem a transmite. Também temos alguns filtros pra receber a mensagem. Ora distorcemos, omitimos ou generalizamos, na nossa comunicação.

Quando comunicamos algo, levamos em conta, nossa cultura, nosso estado emocional, nosso envolvimento com a situação,nossa impressão sobre o asusnto e a pessoa, e por aí vai.

E com certeza devo estar falhando e muito ultimamente. E ao mesmo tempo, fico impressionado como cada pessoa ouve aquilo que lhe convém e da maneira que lhe convém.
...
Partindo do princípio que sempre queremos o bem daqueles que amamos e que pensamos no melhor para o bem comum, seria justo que agissemos apenas para o bem realmente. Que falassemos coisas que elevassem e que levassem em consideração o melhor cenário para cada um. O mais surpreendente em tudo isso é que cada um entende como quer...e simplifica os nossos sentimentos e intenções...Desconsidera as obviedades e tantas outras coisas.


O engraçado é que nestes dias muitas situações surgiram ao meu redor. E todas pediam um posicionamento e em todos me posicionei. E o legal foi observar o desenrolar de cada situação. Cada um fez sua leitura, seguiu seu caminho e julgou o outro como quis. E o mais incrível de tudo é que antes disso tudo, eu tava quietinho, no meu canto, cuidando de tantas coisas que sempre acontecem.
...
As pessoas grandes são engraçadas, diria o Pequeno Prinicpe para mim, numa hora como esta. Verdade, meu querido, as pessoas grandes são realmente engraçadas.
...
Elas disfarçam algumas irresponsabilidades em frases simples e o pior, em simplificações que sem que percebam, machucam o outro. Machucam a si mesmas.
...
As palavras são mágicas e sempre foram companheiras presentes em minha vida. E adoro os seus mistérios.
Acredito que amanhã algumas coisas estejam diferentes, outras nem tanto. E o que nos resta mesmo é confiar que, cada um à sua maneira, interprete as palavras alheias com o coração. O pensamento deve mesmo ser diferente. Pois neste ponto reside a beleza do ser humano: sua pluralidade.
...
E as pessoas precisam acreditar sempre e serem honestas consigo e com o outro. Lembrar que sempre tem alguma coisa acontecendo. E a comunicação hoje flui, de várias maneiras. Aqui é uma delas...que eu aprecio, faço uso e me identifico.
...
Agora...aqui entre nós...nada substitui o bom e tradicional olho no olho. Adoro conversar com alguém pessoalmente. Nem telefone, nem celular, nem e-mail e nem blog...Gosto do contato..Esse sim, revela e esclarece muitas coisas...
Nos faz sentir bem e seguros. Me faz, pelo menos.
...
Enquanto as palavras brincam por aí...saibam que alguma coisa está acontecendo neste momento...

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Prêmio Dardos

Uma bela surpresa tive hoje. O Prêmio Dardos!
Receber o reconhecimento daqueles que lêem você. Isso é fascinante
Mais fascinante é você ter pessoas que compartilham de seus pensamentos
Que se identificam com suas escritas.
Eu sempre adorei escrever. E nunca fui pretensioso de querer ser um grande escritor.
Um belo dia, depois de tanta insistência de alguns amigos meus e da minha irmã, resolvi publicar minhas ideias
E foi assim que tudo começou.
A ideia do "Sempre tem algo acontecendo" na sua essencia foi a de alertar cada um, sobre quantas coisas acontecem ao nosso redor, enquanto nos preocupamos com pequenas ou grandes coisas. De como as pessoas, a natureza, as pequenas acontecências são importantes.
Agradeço de coração a indicação, que veio de uma amiga, leitora assídua, a Niña, com seu ótimo Tocando estrelas, que vivo visitando!
Muito mais que o Prêmio, agradeço a companhia de todos que sempre estão por aqui, visitando-me.
Prestigiando os escritos de um homem cheio de ideias e dúvidas, emoções boas e outras nem tanto e vivências das mais diversas.

Este Prêmio é dado aqueles que
"Com o Prêmio Dardos se reconhece os valores que cada blogueiro mostra, cada dia, em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos,literários, pessoais etc., que, em suma,demonstram sua criatividade através do pensamento vivo,que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras."
E possui três regras:
1- Aceitar exibir a imagem.
2- Linkar o blog do qual recebeu o prêmio.
3- Escolher 15 blogs para entregar o Prêmio Dardos
Bem, algumas escolhas dificeis. São apenas quinze! Creio que estamos bem representados com a lista abaixo: Pessoas que leio sempre!
Que me encanto sempre!
Que me inspiro sempre!
Eu indico ao Prêmio Dardos:
Pois é. Sempre tem algo acontecendo. Sempre! Agradeço especiamente a minha amiga lá de longe, Niña, pela alegria e honra.

Dia de chuva...

Os dias por aqui andam chuvosos. Na verdade, o Brasil anda chuvoso nesta época do ano. Tem dias que até parece outono. Um clima ameno, um vento refrescante, folhas bailando no ar. Lá no alto as nuvens fazem desenhos, embelezando o céu com a variedade de tons de cinza.

E foi num dia igual a este, que resolvi vir a pé para o meu trabalho. Algumas quadras, minutos interessantes pra ver o dia, ver o mundo, fazendo parte dele e não de dentro de um carro. E foi assim.

Ao final deste dia de outono, em pleno verão, retornando pra casa, o céu mais próximo de mim. E vi o vento fazendo graça, levando nuvens mais leves pelo céu. Diminui o passo. Senti o cheiro da terra.

Comecei a perceber o balançar das folhas das árvores à minha frente. Algumas folhas caiam. Outras brincavam em seus galhos.

Fui até a padaria. Comprei alguns pães. A chuva começou! Deveria esperar? Sair correndo, para que não molhasse os pães que comprei? Afinal, estava na metade do caminho. Uns 20 minutos, andando devagar, talvez uns 15 andando mais depressa. Certamente chegaria molhado em casa.

E tomei a decisão acertada. Pedi ao rapaz da padaria mais duas sacolas para que poudesse proteger os pães. Eu? Eu queria terminar aquela caminhada, sentindo a chuva me envolver, com suas gotas contínuas.

E naquele dia, o caminho parecia mais distante, de propósito. Sentindo a água no meu corpo, escorrendo pelos meus cabelos e seguindo seu curso, rumo a terra.

Foi um belo passeio. Agradeci aquele dia por estar a pé e por não ter nenhum guarda-chuva por perto.

Senti o céu em mim. Senti a água envolvendo-me. Senti a vida fluindo. Senti a delicadeza e a natureza demonstrando o seu amor, por todos nós.
Lembrei-me do meu tempo de criança. Descalço na rua de terra, brincando na chuva. Aproveitando aquela alegria toda!
E pode ser que hoje esteja chovendo em algum lugar. Vá lá! Agradeça e aproveite. Molhe-se um pouco. Roupas secam. Cabelos idem. Deixe que a vida flua!

Que chuva inspiradora!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...