segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

"Santa Catarina - tem algo muito grave acontecendo"

As tragédias são por si só inaceitáveis. E uma das principais razões para não entendermos ou aceitarmos as tragédias é que ela nos mostra o quanto somos impotentes. O quanto somos dependentes de tudo. Uns dos outros. Da natureza.
E o quanto somos responsáveis, numa tragédia?
O que estamos vendo em Santa Catarina é algo que ao mesmo tempo que é alarmente, é incrível. Quantas pessoas se mobiizando em prol das famílias. Dos salvamentos. Das reconstruções das cidades. Sim. O homem é assim. Ele destrói sem pensar e ao mesmo tempo ajuda, sem medir consequencias e esforços. E são nas crises ou tragédias que conhecemos o quão grande é o poder de superação de uma pessoa, de um povo.
A natureza não tem culpa. Nem o acaso. Nem a providência divina. Acreditem. Tudo que estamos passando lá em Santa Catarina é culpa nossa. De cada um de nós. Que poluímos, que desmatamos, que invadimos terras, que entramos em reservas, que nos calamos e o pior, fechamos os olhos. A pior falta de todas, que um homem pode cometer é essa: A da omissão.
O omisso é pior que o mentiroso. Ele é pior que aquele que agride o meio-ambiente. Ele é omisso!

Segundo o dicionário, omissão é a conduta pela qual uma pessoa não faz algo, apesar de ter todasa as condições para fazê-lo.

Ou seja, o cidadão não assume um posição de vilão, por exemplo o desmatador. Ele simplesmente deixa as coisas como estão, mesmo podendo fazer algo. Por exemplo, denunciar, ou não comprar um produto pirateado, não impedir que um direito seja violado.

Meus queridos, quando algo acontece, temos que ser duros consigo mesmo. Temos que fazera mea culpa.

O planeta agoniza. E ainda continuamos andando cada um num veículo, mesmo morando todos na mesma casa e indo praticamente para o mesmo destino. Continuamos comprando coisas e mais coisas descartáveis e não reciclamos. continuamos Desperdiçando recursos naturais. Continuamos ignorando sinais da natureza, como os de agora.

A gente tem problemas? Certo! Vamos pensar naquele que perdeu um ente querido, um pai, uma mãe, um fiho, uma família inteira soterrada? E aquele que não tem mais sua casa, suas coisas, que está num abrigo, com centenas e centenas de pessoas na mesma situação. Que dependem da solidariedade para seguir. Imaginem como está a cabeça de uma crianca de 4 anos, que tinha tudo. Tinha sua vidinha simples. Tinha uma família.

O macro ambiente está grave, porém é no micro que tudo acontece. É na cabeça de um pai de família, de uma mãe que perdeu seu companheiro, num filho que perdeu seus brinquedos e seu companheiro de brincadeiras que está a gravidade dessa situação.

As cidades serão reconstruídas. As casas também. E o que será que acontecerá com cada uma dessas pessoas, que precisam do nosso amor e nossa força agora?

Ao lado, tem um link da DEFESA CIVIL DE SANTA CATARINA. Lá tem todas as informações necessárias para quem quiser ajudar de alguma forma. Ajudemos!

Lembre-se de uma coisa. Inclua, todas as noites, nas suas preces ou eleve o seu pensamento para que essas pessoas sejam confortadas e reconstruídas. Elas são mais importantes que as cidades. Acreditem!

2 comentários:

mia disse...

Não só oremos por eles, mas também agradeçamos por termos agora tudo que falta a essas pessoas aflitas; um pai ou filho ou esposa, um lar, paz no coração.
Valorizemos ainda mais todas essas dádivas que temos.

Aninha*** disse...

Sá , naum posso fazer muito ..mas o q pude , jah fiz..acho q eh o importante ...ajudei !!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...