sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Soneto ao Acaso


Insistimos num passo planejado
Com cuidado...Como quem vê o futuro
Teimosia de um querer desavisado
Que aprisiona o desejo belo e puro

Se a luz descortina o sonho escuro
A surpresa me deixa encantado
Do medo, em seus braços, eu me curo,
E liberto o amor, antes guardado.

Quanto tempo perdido em previsões
Reprimidas as muitas emoções
Quantas sombras trazidas pelo ocaso

E surpreso com as mais belas visões
O encontro de nossos corações
Nós devemos a um simples e mero acaso!
....
Dedico esse soneto, à minha "Princesa da Lua", que por acaso,
conquistou esse "Cavaleiro do Luar"
...
Um amanhã cheio de acasos pra vocês.
...
Começamos a entender, aos poucos, que "sempre tem algo acontecendo"
e chegou a hora de sabermos também que o futuro é um emaranhado de idas e vindas.
De pequenas acontecências!
Planejar é prudência
Obsessão com o futuro é desprezar o hoje!
...
Conselho do dia:
CARPE DIEM!
...
E viva o amor, o acaso, as surpresas, os pequenos presentes da vida.
Nos veremos em breve...por acaso

2 comentários:

Paola disse...

Carpe diem Samuca!!!
concordo com td q ta escrito aki!!
parabéns!!!!
saudadeee!!!
um 4 gigaaante pra vc!!!
Bjo da dindinhaaaa!!!

Marcella disse...

E ele realmente fez um blog!! Parabéns, "padrinho" rs. Mais uma boa surpresa ;) um bjo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...